segunda-feira, 29 de maio de 2017

Umbanda e a Prosperidade

Quem quer ser próspero?
Quem quer ter mais saúde?
Mais dinheiro?
Quem quer viajar?
Comer nos melhores restaurantes?
Quem quer dar aos filhos um excelente futuro?
Quem quer uma boa casa um bom carro ter boas roupas?
Agora porque a Umbanda não pode ser próspera?
Porque ela não pode crescer?
Ser uma religião que tenha condições de ajudar a todos?
Ter recursos financeiros para criar projetos sociais?
Porque a Umbanda precisa ser pobre?
Será que uma religião pobre pode oferecer algo a quem queira ser próspero e rico?
Não estamos falando só da riqueza material, de dinheiro e de voluntários.
Falamos também de Amor, de Fé e de Esperança.
Vivemos num país tão rico com um povo tão pobre.
É isso que você quer para sua Nação? Para seus filhos? Para sua Religião?
Parece que o brasileiro tem Síndrome de Pobreza.
Um país tão rico que cultua a miséria.
Vamos nos libertar desse pensamento doentio e ultrapassado.
As grandes nações são feitas de grandes pessoas, de grandes instituições.
A Umbanda é uma Religião genuinamente brasileira.
Ela tem que ser grande e próspera.
Chega de tratá-la como a prima pobre.
Está na hora da Umbanda se tornar uma Religião que dê orgulho aos umbandistas e a toda nação brasileira.
Pergunto novamente, você quer ser próspero, ser rico e feliz?
Como pode se tornar uma pessoa assim vivendo num país de pobres.
Construindo uma religião de mentes pobres.
Não! Você merece uma vida melhor, um país verdadeiramente rico, de pessoas ricas.
Nas grandes nações às instituições são poderosas.
As religiões são magníficas.
Pense nisso. Vamos mudar nossa maneira de pensar para mudarmos aquilo que somos.
Afinal somos aquilo que pensamos.
Se pensamos como pobres somos pobres.
Se pensamos como ricos somos ricos.
Pai Alexandre Trinidad

Umbanda e a Prosperidade

Quem quer ser próspero? Quem quer ter mais saúde? Mais dinheiro? Quem quer viajar? Comer nos melhores restaurantes? Quem quer d...